Clipe de Daniela Mercury contra divisão do "rosa e azul" tem 133 mil dislikes

11/02/2019 10h14

Clipe de Daniela Mercury contra divisão do "rosa e azul" tem 133 mil dislikes.
Imagem: DivulgaçãoClique para ampliarClipe de Daniela Mercury contra divisão do

O clipe da música "Proibido o Carnaval", de Daniela Mercury e Caetano Veloso, foi lançado na última terça (5) e dividiu opiniões. No YouTube, o clipe tem mais de 60 mil likes, mas em contrapartida, mais de 133 mil dislikes.

Segundo os comentários da publicação, o motivo da reação negativa é a letra da música, que faz referência à frase da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, de que "meninos usam azul, e meninas, rosa".

Além disso, a letra cita a censura, utiliza o trecho "é proibido proibir", de música de Caetano com a banda Os Mutantes, e traz a expressão "sair do armário", em referência à comunidade LGBT+.

Na canção, a dupla canta: "Iemanjá lá no Sul, vai de rosa ou vai de azul? Abra a porta deste armário, que não tem censura para me segurar".
Imagem: DivulgaçãoClique para ampliarClipe de Daniela Mercury contra divisão do

O clipe da música "Proibido o Carnaval", de Daniela Mercury e Caetano Veloso, foi lançado na última terça (5) e dividiu opiniões. No YouTube, o clipe tem mais de 60 mil likes, mas em contrapartida, mais de 133 mil dislikes.

Segundo os comentários da publicação, o motivo da reação negativa é a letra da música, que faz referência à frase da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, de que "meninos usam azul, e meninas, rosa".

Além disso, a letra cita a censura, utiliza o trecho "é proibido proibir", de música de Caetano com a banda Os Mutantes, e traz a expressão "sair do armário", em referência à comunidade LGBT+.

Na canção, a dupla canta: "Iemanjá lá no Sul, vai de rosa ou vai de azul? Abra a porta deste armário, que não tem censura para me segurar".

Fonte Folha Press