Comercial-PI não paga taxa da CBF e ameaça desistência do Piauiense - Notícias de Floriano - Floriano News

Comercial-PI não paga taxa da CBF e ameaça desistência do Piauiense

Publicado 10 de janeiro de 2017 às 11:17 hs


Imagem: Francisco FilhoClique para ampliarFrancisco Wilson, presidente do Comercial-PI, aguarda prefeitura.(Imagem:Francisco Filho)Francisco Wilson, presidente do Comercial-PI, aguarda prefeitura.

Além de ser o último clube estado a iniciar a pré-temporada, o Comercial-PI também é o único que ainda não pagou a taxa de recadastramento anual na CBF. Sem efetuar este pagamento, o Bode fica impossibilitado de inscrever qualquer atleta no sistema e não terá como disputar jogos oficiais. Procurado pela reportagem, o presidente Francisco Wilson disse que aguarda o pagamento do repasse prometido pela prefeitura para pagar a taxa e confirmar participação no estadual.

Todos os anos, os clubes filiados à Federação de Futebol do Piauí (FFP) devem pagar o recadastramento à CBF. Na atual temporada, os demais clubes do estado efetuaram o pagamento, sendo o último deles o Flamengo-PI, que quitou o boleto na tarde desta segunda-feira. O Comercial-PI é a exceção e, sem este recadastramento, fica impossibilitado de lançar os jogadores contratados no sistema da CBF e, assim, não tem como participar de competições oficiais, pois os atletas não podem entrar em campo. O valor da taxa é de R$ 2.700.

- Os outros pagaram e estão todos aptos a inscrever jogadores. O Comercial-PI solicitou o recadastramento, mas falta quitar o boleto. Eles podem fazer isso a qualquer momento, o que preocupa é que o campeonato está bem próximo. Todas as federações estão enviando contrato para a CBF, o que dá uma sobrecarga no sistema, e às vezes o atleta pode ser inscrito até 72 horas depois do envio dos documentos – explica Anderson Sousa, diretor de registro da FFP.

Enquanto isso, o presidente do Comercial-PI mantém aberta a possibilidade do clube não participar do Campeonato Piauiense. Isso porque até o momento a diretoria ainda não recebeu o repasse prometido pela prefeitura de Campo Maior, principal patrocinadora do clube que manterá a maioria dos custos durante o estadual.

- O Comercial-PI só entra se repassarem o dinheiro. Todas as outras já repassaram, só a de Campo Maior que não. Estou esperando a ligação do prefeito, se não eu vou assinar a desistência – diz o dirigente comercialino, que espera uma confirmação da prefeitura até esta terça-feira.

O Campeonato Piauiense está programado para começar no dia 31 de janeiro. A primeira partida do Comercial-PI será no dia seguinte, 1º de fevereiro, contra o Parnahyba, no estádio Deusdeth de Melo em Campo Maior.

Para ler mais notícias do FlorianoNews, clique em florianonews.com/noticias. Siga também o FlorianoNews no Twitter e no Facebook

Fonte globoesporte.com/pi

Tópicos:

AS MAIS