Justiça garante que florianense Lara Lobo, Miss Piaui 2016, passe faixa à sucessora - Notícias de Floriano - Floriano News

Justiça garante que florianense Lara Lobo, Miss Piaui 2016, passe faixa à sucessora

Publicado 15 de julho de 2017 às 08:32 hs


A Miss Piauí 2016, a florianense Lara Lobo, conseguiu através de liminar o direito de entregar a coroa e a faixa para aquela que será a próxima representante do estado no Miss Brasil Be Emotion. O concurso será realizado neste sábado (15/07) pela Bandeirantes.

O juízo da 9ª Vara Cível de Teresina previu multa para a Band e a POLIMPORT, patrocinadora oficial do Miss, no valor de R$ 50 mil para cada uma, caso impeçam Lara de entregar a coroa e a faixa de Miss Piauí 2017, ou que tenha sua imagem ou participação diminuída no evento que acontecerá neste sábado.

Toda a polêmica em torno do concurso realizado ano passado, permeado de denúncias e da tentativa de incriminar Lara Lobo, acabou tirando o colunista Nelito Marques da organização do concurso. Ele em uma gravação escondida, onde trata do miss de forma nada provinciana, remetendo a uma suposta combinação do resultado.

Imagem: ReproduçãoLara Lobo, Miss Piauí 2016.(Imagem:Reprodução)Lara Lobo, Miss Piauí 2016.

Agora organizado pela Band, o concurso traz um novo formato. Ao tentar se informar sobre sua participação, com a entrega da coroa e da faixa para a nova Miss Piauí, assim como ocorreu com ela ano passado, Lara foi avisada de que “a nova coordenação desejava afastar qualquer vínculo com a passada realizando a entrega de coroa e faixa em outros moldes”.

Em sua decisão, a juíza Lucicleide Pereira Belo considerou que a tradição é uma das características que marcam o evento, e que a passagem da faixa e coroa é uma formalidade e rito marcante concurso.

“Assim, privar a atual miss, ora requerente, de participar da cerimônia de entrega de faixa e coroa nos moldes tradicionais sem justificativa razoável, não havendo a presença de pressupostos impeditivos, nem comprovação de descumprimento da mesma de regras previamente estabelecidas, configuraria por certo, ato vexatório, implicando em violação aos direitos e garantas fundamentais constitucionalmente garantidos”,
disse a juíza.

A ação judicial que garantiu a justa participação de Lara Lobo foi assinada pelo advogado florianense Dr. José Alfredo Gaze.

Fonte Velhomonge.com

Tópicos:

AS MAIS