Mulher incendiada viva não resiste aos ferimentos e morre no HUT - Notícias de Floriano - Floriano News

Mulher incendiada viva não resiste aos ferimentos e morre no HUT

Publicado 12 de julho de 2018 às 08:08 hs


A jovem Carla Pereira de Abreu, 25 anos, incendiada viva em Teresina, morreu após quase duas semanas internadas no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ela e o marido, que também morreu em decorrência das chamas, estavam dormindo quando foram surpreendidos pelo fogo.

José Fernando Pereira Gonzaga, 47 anos, cunhado de Carla, é apontado como autor do incêndio criminoso. Ele teria transtornos psicológicos e está internado em um hospital psiquiátrico.

Imagem: DivulgaçãoCarla Pereira de Abreu, 25 anos(Imagem:Divulgação)Carla Pereira de Abreu, 25 anos

Carla sofreu queimaduras em de 50% do corpo. Já marido dela e irmão suspeito, Luís Pereira Gonzaga, 54 anos, teve mais de 80% do corpo queimado.

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP).

Fonte CidadeVerde.com

Espeto & Cia - Padrão
Pequeno Principe

AS MAIS

 
1

1