Ufpi denuncia ameaça homofóbica dentro de banheiro à Polícia Federal

11/10/2018 14h16

Ufpi denuncia ameaça homofóbica dentro de banheiro à Polícia Federal.
Imagem: CidadeVerde.comClique para ampliarUfpi denuncia ameaça homofóbica dentro de banheiro à Polícia Federal.(Imagem:CidadeVerde.com)

“Vamos matar viado”.
Esta ameaça a pessoas homoafetivas está escrita em um dos banheiros do Centro de Ciências Agrárias-CCA da Universidade Federal do Piauí. Alunos postaram em redes sociais uma imagem da mensagem homofóbica e afirmam que estão com medo de sofrer ataques.

A Universidade Federal do Piauí informou ao Cidadeverde.com que a direção do CCA denunciou, nesta quarta-feira (10), o caso à Polícia Federal, responsável pelas investigações.

A UFPI confirmou que “infelizmente” a ameaça homofóbica foi feita no banheiro do Centro e ressaltou que “não tolera, não aceita e não compactua com nenhuma atitude criminosa, preconceituosa, misógina, homofóbica e racista”.

A universidade pede, ainda, que os alunos que sofrerem algum tipo de ameaça, seja física ou verbal, formalize denúncias, realizando Boletins de Ocorrência na polícia e informando a ouvidoria da UFPI.

“A UFPI só pode agir com denúncias formalizadas, em que as pessoas não fiquem anônimas, para que providências junto aos órgãos sejam tomadas”
, destaca a superintendência de Comunicação Social da universidade.

Imagem: CidadeVerde.comClique para ampliarUfpi denuncia ameaça homofóbica dentro de banheiro à Polícia Federal.(Imagem:CidadeVerde.com)

“Vamos matar viado”.
Esta ameaça a pessoas homoafetivas está escrita em um dos banheiros do Centro de Ciências Agrárias-CCA da Universidade Federal do Piauí. Alunos postaram em redes sociais uma imagem da mensagem homofóbica e afirmam que estão com medo de sofrer ataques.

A Universidade Federal do Piauí informou ao Cidadeverde.com que a direção do CCA denunciou, nesta quarta-feira (10), o caso à Polícia Federal, responsável pelas investigações.

A UFPI confirmou que “infelizmente” a ameaça homofóbica foi feita no banheiro do Centro e ressaltou que “não tolera, não aceita e não compactua com nenhuma atitude criminosa, preconceituosa, misógina, homofóbica e racista”.

A universidade pede, ainda, que os alunos que sofrerem algum tipo de ameaça, seja física ou verbal, formalize denúncias, realizando Boletins de Ocorrência na polícia e informando a ouvidoria da UFPI.

“A UFPI só pode agir com denúncias formalizadas, em que as pessoas não fiquem anônimas, para que providências junto aos órgãos sejam tomadas”
, destaca a superintendência de Comunicação Social da universidade.


Fonte CidadeVerde.com

Veja mais notícias sobre Piauí, clique em florianonews.com/piaui